Como fazer um currículo fenomenal – Parte I

Atualmente o processo seletivo é realizado totalmente de forma online, ou seja, o seu CV chegará à empresa, ao selecionador ou até mesmo ao Headhunter através do Word ou através da internet (sites de emprego/redes sociais).

Ocorre de você enviar inúmeros currículos e ninguém lhe dar nem o ar da graça com relação ao material. O que fazer? Como destacar o seu em meio à tantos outros?

Hoje vou dar quatro dicas essenciais para fazer um currículo:

1 – Currículo com + de 2 páginas

Pessoal, cada selecionador passa em média 15 segundos o olho em um CV. Não dá pra ler tudo, não dá pra ler todos os cv´s que chegam, é humanamente impossível. No RH Bancos (www.rhbancos.com.br), por exemplo, cada consultor recebe, diariamente, cerca de 600 currículos. Se eles encontram o que procuram na batida de olho, dispõe-se de mais tempo na leitura, caso contrário o mesmo é deletado.

Se o seu CV tem mais de 2 páginas quer dizer que em vez de 7.5 segundos por página terei menos de 5 segundos para bater o olho no material.

Currículos devem ter no máximo 2 páginas se não viram livros e gibis.

2 – Gestores, Diretores e Profissionais acima dos 40 anos

Se você é um gerente, um executivo, tem mais de 40 anos, é ÓBVIO que um dia estagiou, que um dia foi analista, e por ai vai. NÃO nos interessa saber do início da sua trajetória profissional, pois se você hoje é um executivo ou um profissional de sucesso, isso se deve ao fato de ter conquistado uma carreira sólida e com bons tutores, que lhe deram a bagagem para assumir a posição que hoje exerce/busca. Ou seja, as experiências antigas são desnecessárias e apenas ocupam espaço no seu CV. Descarte esses dados!!!!

3 – Coloque resultados no CV

Recebemos dezenas, se não centenas, de currículos idênticos um ao outro… Abrimos uma vaga X e praticamente todos os cv´s dizem a mesma coisa… Por que deveria então ligar pra você e não para seu concorrente? Ou como farei a diferenciação entre os perfis?

Costumo dizer que TODO CV deve ser desenvolvido através de um MIX DE INFORMAÇÕES:

Rotinas/Atividades X Resultados/Conquistas.

Não me interessa simplesmente saber o que você faz, pois um book de cargos e salários me fala o que você faz, logo torna seu CV descartável. Preciso saber o porquê faz e principalmente o que gerou de resultado.

Todos os profissionais são contratados por uma necessidade na empresa, seja a faxineira, seja o executivo, seus superiores esperam algo de você, ou seja, responda:

O que esperam?

Como esperam?

De que modo tem atingido os resultados?

O que tem agregado de valor para a empresa/setor/área/dpto/equipe, etc?

Mensure isto!

4 – Campo Resumo das Qualificações

Este é o campo mais importante do seu CV, nele você colocará o que de mais importante executou e conquistou ao longo de sua trajetória.

Não precisa descrever cargo por cargo, empresa por empresa, pois isto deixa grande o seu material e um tanto quanto cansativo. Seja direto e sucinto, informando o que de fato domina e faz, e os resultados, e depois apenas cite o nome da empresa que atuou/atua, tempo de casa e função/funções.

FECHANDO

Se você comete alguma dessas falhas, provavelmente as pessoas não irão te responder, pois entendemos que não se deu ao trabalho de entender qual o seu papel e como deve ser executado no processo, logo também não acharemos que vale o feedback.

Claro que há inúmeras outras situações que os profissionais não respondem por conta de volume, tempo, etc, mas a grande parte é por que os profissionais não sabem redigir textos e muito menos currículos.

Um comentário em “Como fazer um currículo fenomenal – Parte I

  1. Pingback: Como fazer um currículo – Parte II – Carolina Linhares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *