Seu melhor negócio é você mesmo

Não espere que a empresa planeje seu futuro. Veja como fazer o seu próprio plano e desenvolvimento profissional.

Você pretende se tornar o presidente da empresa? Não espere que um headhunter bata na sua porta com o cargo dos seus sonhos na manga. Você já é o presidente da sua vida. Por isso mesmo, está mais do que na hora de traçar um plano de negócios para sua carreira e fazer dela um sucesso.

O primeiro passo é mudar sua forma de pensar. Não adianta fazer um exercício mecânico. Você tem de colocar sua alma nesse projeto. Para isso, saia da zona de conforto que construiu nos últimos anos. Entenda que você é o responsável por sua carreira. Esta década será lembrada no futuro como o início de uma revolução, o momento em que um grande número de pessoas reassumiu as rédeas de seu destino, que havia sido de certa forma delegado à empresa, ao governo, à igreja… Nesse novo cenário, a primeira regra é fugir do convencional. Faça diferente. Se você tem tido sucesso e se acostumou a pensar e a fazer as coisas de uma forma nos últimos oito ou dez anos, saiba que isso não garante o seu futuro. O maior inimigo do sucesso é o próprio sucesso, que acaba fazendo você se acomodar.

Outra forma de pensar que pode ajudar muito seu posicionamento estratégico no mercado de trabalho: a empregabilidade está na floresta e não na árvore. Ou seja, suas opções não se limitam à empresa onde trabalha. Quando pensam em mercado de trabalho, muitos profissionais se limitam apenas à concorrência. Amplie seus horizontes. As oportunidades podem estar nos distribuidores dos produtos de sua empresa, em algum parceiro ou fornecedor estratégico. Até mesmo em uma lacuna na cadeia de valor do negócio, onde você poderia montar sua própria empresa e prestar serviços para o atual empregador. Para identificar e abrir essas possibilidades, você precisa responder a uma pergunta decisiva: onde quer estar daqui cinco anos? Já visualizou o futuro que gostaria de inventar? A maioria das pessoas gasta boa parte do tempo pensando no passado (de onde veio, as dificuldades que enfrentou…) e se vangloriando dos seus acertos. Outra grande parte do tempo é usada para justificar o presente: os desafios que vivem e as metas a alcançar até o final do ano. Por causa disso, muitos profissionais acabam dedicando pouquíssimo tempo para pensar aonde desejam chegar, a construir seu futuro, a sonhar de olhos abertos com os pés no chão. É fundamental perceber que o importante não é de onde você veio, nem onde está, mas aonde você quer chegar. Nesse processo de autoconhecimento e planejamento, tenha a coragem de dizer não.

Estratégia é a arte de fazer escolhas. A partir delas, será mais fácil definir um plano de ação, com cronogramas e metas intermediárias. Para conquistar o que você deseja daqui a cinco anos, é preciso pensar nas escalas até lá. E seja qual for o seu objetivo, lembre-se de que ele só vale quando você age com integridade. Esse é um valor essencial para os profissionais de sucesso. E deve vir acompanhado de um grupo de competências que também fazem a diferença entre os vencedores e os fracassados: determinação, velocidade, foco, criatividade, relacionamento e “clientividade” interna e externa, ou seja, aquela habilidade de tratar todos os profissionais ligados a você como clientes. Com tudo isso em mente, veja abaixo como montar o plano de negócios da sua carreira, e comece hoje mesmo.

1. DESCUBRA SEU PONTO P, SUA PAIXÃO

Pare de ficar apenas tentando superar suas limitações, seus pontos fracos. Invista no que você já é bom. Esse é o seu diferencial. Seja o melhor nisso. Identifique sua paixão, aquilo que lhe motiva lá no fundo. A melhor oportunidade de mercado está dentro de você. Você terá sucesso se fizer o que gosta e gostar do que faz.

2. CRIE SEU PRODUTO

Mesmo que esteja na folha de pagamento de uma empresa, você tem clientes: são chefes, colegas, fornecedores, acionistas, para os quais você precisa entregar produtos e serviços.

Responda: de que eles precisam? O que você pode oferecer para eles? Se você é da área financeira e tem de produzir relatórios, por exemplo, transforme-os em fonte de informações essenciais para tomada de decisões.

3. TORNE-SE INDISPENSÁVEL

Identifique com clareza do que a organização mais precisa para ter sucesso. Se o diferencial da organização é a logística, ou a rede de distribuição, ou o relacionamento com clientes, procure estar o mais próximo possível de uma dessas atividades e torne-se indispensável naquilo que sua empresa valoriza e faz diferença. Se não for possível, mude de emprego e procure uma organização onde aquilo que você faz bem é o que ela necessita para brilhar.

Não desperdice sua vida no que a empresa nem nota.

4. DEFINA SUA MARCA

Da mesma forma que uma empresa precisa ter uma marca, você precisa construir a sua. Pode ser sua capacidade de relacionamento, de inovação, de descobrir talentos… o importante é ter uma marca que seus clientes internos e o mercado reconheçam.

5. CONQUISTE PARCEIROS

Ninguém consegue, sozinho, ter sucesso e ser feliz na vida e na carreira. Cultive parcerias. Pode ser com seu chefe, mentor dentro ou fora da empresa, membros de sua família, amigos, contatos diversos na sua rede de relacionamento. Desenvolver uma cumplicidade sadia é uma arte.

Mas isso exige reciprocidade. Você só terá parceiros em seus projetos se também for parceiro nos projetos de outras pessoas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *